3 Exemplos de “metas smart” para as suas finanças

3 Exemplos de “metas smart” para as suas finanças

Você deseja começar a investir em ações, mas não dispõe de uma grande quantia para diversificar a carteira? Ou, então, quer sair das dívidas e precisa ajustar o padrão de vida? Para situações como essas, você pode usar as metas SMART.

Adotadas na sua gestão financeira pessoal, elas podem ajudá-lo a aproveitar melhor os recursos disponíveis e a alcançar objetivos. Porém, é preciso saber utilizar a metodologia do modo adequado para explorar todo o seu potencial.

Para ajudá-lo a entender o que fazer, preparei este artigo com 3 exemplos de metas SMART para aplicar em suas finanças. Confira!

O que são metas financeiras?

A meta financeira representa um resultado que você deseja alcançar com seu dinheiro. É comum que um objetivo maior seja composto por pequenas metas. Assim, definir diversas metas pode ajudá-lo a conquistar resultados maiores.

Além disso, é importante que elas sejam estabelecidas de modo claro, pois servirão como referência para um plano de ação. Para tanto, uma das metodologias que você pode aplicar é conhecida como SMART.

Como funciona o método SMART?

O método SMART de definição de metas é muito aplicado no mundo dos negócios, mas também pode fazer parte da sua gestão financeira devido à facilidade de uso. Nessa metodologia, cada letra da sigla significa uma característica que deve ser considerada ao estabelecer os objetivos pessoais.

A seguir, veja quais são esses pontos!

Específicas/Specific (S)

O primeiro atributo de metas SMART é a especificidade. Isso significa que cada meta deve ter um objetivo específico, em busca de um resultado de interesse.

Mensurável/Measurable (M)

Uma meta desse tipo também deve ser mensurável. Logo, tem que ser possível acompanhar a sua evolução e o alcance do resultado por meio de medidas financeiras.

Alcançável/Attainable (A)

Para ser SMART, a meta financeira precisa ser atingível. Não adianta determinar que você deseja se tornar milionário em 30 dias, por exemplo, se isso não for viável para as suas características. Ao garantir que o objetivo seja alcançável, você consegue manter a motivação na execução do plano.

Relevante/Relevant ou Realista/Realistic (R)

A letra R da sigla pode significar tanto o fato de a meta ser relevante quanto ser realista. No primeiro caso, significa que o objetivo deve fazer a diferença para a consolidação de resultados maiores. Já o fato de ser realista exige que ela faça sentido para a sua realidade e suas condições.

Temporal/Time based (T)

Por fim, uma meta desse tipo precisa estar associada a um período para que seja atingida. Essa determinação também está relacionada ao fato de ela ser realista e alcançável, pois tempos muito curtos podem tornar inviável a execução do plano.

Como definir metas SMART nas finanças pessoais?

Ao conhecer as características das metas SMART, você pode começar a definir os seus objetivos. O primeiro passo consiste em fazer uma análise geral das finanças pessoais. Para isso, entenda a configuração do seu dinheiro e quais são os seus objetivos financeiros.

Na sequência, é necessário formatar cada meta com base nos princípios SMART. Para isso, você pode responder a perguntas como:

  • Qual é o resultado específico que deve ser atingido?
  • Qual será a forma de medir o alcance da meta?
  • A meta é realmente viável, considerando suas condições?
  • O alcance desse resultado é realista?
  • Concluir a meta é relevante para os seus objetivos maiores?

Com base nessas respostas, você poderá fazer adaptações e terá a orientação necessária para construir as metas. O ideal é deixá-las simples, porém detalhadas, considerando essas características.

Se uma meta financeira envolver etapas demais (como economizar e investir ao mesmo tempo), pode ser mais interessante dividi-la em outras menores. Assim, você conseguirá traçar um plano mais eficiente para alcançar determinado desempenho.

3 Exemplos de metas SMART para conhecer

Agora que você sabe como funcionam e para que servem as metas SMART, é interessante conhecer exemplos práticos para adotar ao administrar seu capital. Veja 3 ideias de metas SMART e descubra como elas podem ser aplicadas no seu dia a dia!

1. Poupar para as férias

Viajar nas férias, principalmente em família, faz parte dos planos de muitas pessoas. Porém, se você não se planejar corretamente, corre o risco de adquirir dívidas e comprometer o orçamento do restante do ano.

Por isso, um exemplo de meta SMART pode ser economizar R$ 300 por mês, durante um ano, para as férias de família. Note que ela é:

  • específica, porque indica para que será usado o dinheiro;
  • mensurável, já que mostra o quanto deve ser economizado por mês;
  • alcançável, pois dilui a economia ao longo do tempo;
  • relevante, porque ajuda a realizar o objetivo de viajar sem se endividar;
  • temporal, considerando que ela é prevista para um ano.

2. Criar uma reserva de emergência

A economia no orçamento também pode ter como objetivo a construção de uma reserva de emergência. Esse é um montante que equivale a 6 vezes o valor médio das despesas mensais e que serve para cobrir imprevistos.

Imagine uma pessoa que tem gastos médios de R$ 4 mil. Nesse caso, é possível definir como meta juntar R$ 25 mil reais ao longo de 3 anos ao economizar, em média, R$ 695 por mês.

Essa também é uma meta que cumpre todos os requisitos SMART e que ajuda a dar um direcionamento para o plano quanto ao uso das finanças.

3. Aumentar a capacidade de investimento

Dependendo dos seus objetivos, fazer investimentos ou melhorar sua capacidade de aporte pode ser importante para a sua estratégia. Para conseguir mais disponibilidade financeira, você pode definir como meta SMART um determinado nível de economia com foco em investimentos.

É o caso de estabelecer, por exemplo, a economia de R$ 600 por mês, ao longo de 5 anos, para a sua carteira de investimentos. Ao final, você terá R$ 36 mil a mais no seu patrimônio, acrescido de eventuais rendimentos — o que poderá ampliar sua capacidade de obter retorno com os investimentos.

Com base nesses 3 exemplos, você pode criar as metas SMART que forem mais adequadas para as suas finanças. Assim, há chances de economizar, investir mais ou até alcançar a independência financeira, de modo estratégico e planejado.

Gostou de conferir esses exemplos? Aproveite os comentários e diga quais metas SMART você pretende definir!

 

Créditos:

André Bona

https://www.btgpactualdigital.com/como-investir/artigos/coluna-andre-bona/3-exemplos-de-metas-smart-para-as-suas-financas

Compartilhe

Fale com um de nossos especialistas

A Kira Investimentos é uma empresa de agentes autônomos de investimento contratada pelo Banco BTG Pactual e devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Instrução Normativa nº 497/11. A Kira Investimentos atua no mercado financeiro através do Banco BTG Pactual, o que pode ser verificado através do site da CVM, da ANCORD ou do próprio BTG Pactual. Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investidores. O agente autônomo é um intermediário e depende da autorização prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro, as informações contidas neste site não contemplam de maneira alguma recomendação de compra ou de aplicação em investimentos. O investimento em ações é um investimento de risco e rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Toda e qualquer comunicação realizada em ambiente online está sujeita à interrupções e/ou atrasos, podendo impossibilitar o envio de ordens ou recebimento de informações atualizadas. A Kira Investimentos se exime de toda e qualquer responsabilidade sobre a falha de serviços disponibilizados por terceiros. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Para reclamações, favor contatar a Ouvidoria do Banco BTG Pactual pelo telefone 0800-722-0048.

Copyright ©2022 Kira Investimentos. Todos direitos reservados.

A Kira Investimentos é uma empresa de agentes autônomos de investimento contratada pelo Banco BTG Pactual e devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Instrução Normativa nº 497/11. A Kira Investimentos atua no mercado financeiro através do Banco BTG Pactual, o que pode ser verificado através do site da CVM, da ANCORD ou do próprio BTG Pactual. Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investidores. O agente autônomo é um intermediário e depende da autorização prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro, as informações contidas neste site não contemplam de maneira alguma recomendação de compra ou de aplicação em investimentos. O investimento em ações é um investimento de risco e rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Toda e qualquer comunicação realizada em ambiente online está sujeita à interrupções e/ou atrasos, podendo impossibilitar o envio de ordens ou recebimento de informações atualizadas. A Kira Investimentos se exime de toda e qualquer responsabilidade sobre a falha de serviços disponibilizados por terceiros. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente de investimentos. Para reclamações, favor contatar a Ouvidoria do Banco BTG Pactual pelo telefone 0800-722-0048.

Copyright ©2022 Kira Investimentos. Todos direitos reservados.